quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Hoje acordei inteira. Migalhas? Pedaços? Não, obrigada.

Não gosto de nada que seja metade. Não gosto de meio termo.
Gosto dos extremos.
Gosto do frio. Gosto do quente (depende do momento.)
Gosto dos dedinhos dos pés congelados ou do calor que me faz suar o cabelo.
Não gosto do morno. Não gosto de temperatura-ambiente.
Na verdade eu quero tudo. Ou quero nada.
Por favor, nada de pouco quando o mundo é meu.
Não sei sentir em doses homeopáticas.
Sempre fui daquelas que falam "eu te amo" primeiro.
Sempre fui daquelas que vão embora sem olhar pra trás.
Sempre dei a cara à tapa.
Sempre preferi o certo ao duvidoso.
Quero que se alguém estiver comigo, que esteja.
Mesmo que seja só naquele momento.
Mesmo que mude de idéia no dia seguinte."

  Fernanda Mello

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010


"Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil...e choro também! "




Tati Bernardi
A verdade é que, enquanto você estiver assim, nessa interminável agonia, esperando notícias que nunca chegam, vai deixar passar várias possibilidades interessantes ao seu redor. Claro, ninguém se compara a quem você aguarda, mas quem você aguarda não está disponível no momento. Poderá, inclusive, nunca estar, apesar de tudo o que foi dito naquele dia.

Pessoas que somem não são confiáveis.



Fernanda Young

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A tristeza permitida

Se eu disser pra você que hoje acordei triste, que foi difícil sair da cama, mesmo sabendo que o sol estava se exibindo lá fora e o céu convidava para a farra de viver, mesmo sabendo que havia muitas providências a tomar, acordei triste e tive preguiça de cumprir os rituais que normalmente faço sem nem prestar atenção no que estou sentindo, como tomar banho, colocar uma roupa, ir pró computador, sair para compras e reuniões - se eu disser que foi assim, o que você me diz? Se eu lhe disser que hoje não foi um dia como os outros, que não encontrei energia nem para sentir culpa pela minha letargia, que hoje levantei devagar e tarde e que não tive vontade de nada, você vai reagir como? Você vai dizer "te anima" e me recomendar um antidepressivo, ou vai dizer que tem gente vivendo coisas muito mais graves do que eu (mesmo desconhecendo a razão da minha tristeza), vai dizer para eu colocar uma roupa leve, ouvir uma música revigorante e voltar a ser aquela que sempre fui, velha de guerra. Você vai fazer isso porque gosta de mim, mas também porque é mais um que não tolera a tristeza: nem a minha, nem a sua, nem a de ninguém. Tristeza é considerada uma anomalia do humor, uma doença contagiosa, que é melhor eliminar desde o primeiro sintoma. Não sorriu hoje? Medicamento. Sentiu uma vontade de chorar à toa? Gravíssimo, telefone já para o seu psiquiatra.
A verdade é que eu não acordei triste hoje, nem mesmo com uma suave melancolia, está tudo normal. Mas quando fico triste, também está tudo normal. Porque ficar triste é comum, é um sentimento tão legítimo quanto a alegria, é um registro da nossa sensibilidade, que ora gargalha em grupo, ora busca o silêncio e a solidão. Estar triste não é estar deprimido.
Depressão é coisa muito mais séria, contínua e complexa. Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem uma razão aparente - as razões têm essa mania de serem discretas.
"Eu não sei o que meu corpo abriga/ nestas noites quentes de verão/ e não importa que mil raios partam/ qualquer sentido vago de razão/ eu ando tão down..." Lembra da música? Cazuza ainda dizia, lá no meio dos versos, que pega mal sofrer. Pois é, pega mal. Melhor sair pra balada, melhor forçar um sorriso, melhor dizer que está tudo bem, melhor desamarrar a cara. "Não quero te ver triste assim", sussurrava Roberto Carlos em meio a outra música. Todos cantam a tristeza, mas poucos a enfrentam de fato. Os esforços não são para compreendê-la, e sim para disfarçá-la, sufocá-la, ela que, humilde, só quer usufruir do seu direito de existir, de assegurar o seu espaço nesta sociedade que exalta apenas o oba-oba e a verborragia, e que desconfia de quem está calado demais. Claro que é melhor ser alegre que ser triste (agora é Vinicius), mas melhor mesmo é ninguém privar você de sentir o que for. Em tempo: na maioria das vezes, é a gente mesmo que não se permite estar alguns degraus abaixo da euforia.
Tem dias que não estamos pra samba, pra rock, pra hip-hop, e nem por isso devemos buscar pílulas mágicas para camuflar nossa introspecção, nem aceitar convites para festas em que nada temos para brindar. Que nos deixem quietos, que quietude é armazenamento de força e sabedoria, daqui a pouco a gente volta, a gente sempre volta, anunciando o fim de mais uma dor - até que venha a próxima, normais que somos.

Martha Medeiros - Doidas e Santas

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

“Algumas coisas não servem mais. Você sabe! Chega. Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve. Perda de espaço, tempo, paciência e sentimento. Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar. Deixa. Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça."




(Tati Bernardes)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

"(...) e me dá uma saudade irracional de você. Uma vontade de chegar perto, de só chegar perto, te olhar sem dizer nada, talvez recitar livros, quem sabe só olhar estrelas... dizer que te considero - pode ser por mais um mês, por mais um ano, ou quem sabe por uma vida - e que hoje, só por hoje ou a partir de hoje (de ontem, de sempre e de nunca), é sincero."




(Caio Fernando Abreu)

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

"A todos trato muito bem
sou cordial,educada,quase sensata,
mas nada me dá mais prazer
do que ser persona non grata
expulsa do paraíso
uma mulher sem juízo,que não se comove com nada
cruel e refinada que não merece ir pro céu,
uma vilã de novela
mas bela,e até mesmo culta
estranha, com tantos amigos
e amada,bem vestida e respeitada
aqui entre nós
melhor que ser boazinha é não poder ser imitada."

            - Martha Medeiros -
não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.


                 - Martha Medeiros -

terça-feira, 9 de novembro de 2010

"... É perceber que talvez amar seja outra coisa. É sentir-se leve e livre. É saber que o coração dos outros não lhe é devido, não lhe pertence, não lhe cabe por contrato. A cada dia você deve merecê-lo. E dizê-lo. Dizer a ele. E compreender pelas respostas que talvez seja necessário mudar. É necessário ir embora para reencontrar o caminho. Fábio me olha bravo, de pé, diante do portão. E diz que não, que estou errada, que somos felizes juntos. Agarra meu braço e o aperta com força. Porque, quando alguém que você deseja se vai, você tenta mantê-lo com as mãos e espera assim prender também o seu coração. E não é assim. O coração tem pernas que você não vê. E Fábio vai embora dizendo você vai me pagar, mas o amor não é uma dívida a ser liquidada, não dá creditos, não aceita descontos."    
                                       "Desculpa se te chamo de amor"
                                             - Frederico Moccia -
Essa manhã havia um bilhete no meu travesseiro:


- Eu volto logo pra que você não precise sentir a minha falta. Tome conta do meu coração: eu deixei ele com você.

- Eclipse -

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Talvez

"Eu sei o que você pensa quando olha pra mim. Talvez se eu fosse mais comportada, falasse mais baixo e não chamasse tanta atenção. Talvez se eu bebesse um pouco menos, te desse menos trabalho e não fosse tão do agora. Talvez se eu não tivesse chegado tão perto, nem te tocado tão fundo, nem sido tão eu... talvez haveria alguma possibilidade."

- Caio F. Abreu -
Inconscientemente, parecia querer buscar em autores, filmes e músicas, algum tipo de consolo. Como se alguém precisasse chegar bem perto do sofá, onde estava, colocar um das mãos em seu ombro e dizer que aquilo era normal. Que acontecia também com outras pessoas. E que iria passar.

- Caio F. Abreu -


(Talvez seja isso que eu preciso)
"Estou cada vez mais bossa-nova, espiritualmente sentado num banquinho, com o violão no colo"

- Caio F. Abreu -

"Endureci um pouco, desacreditei muito das coisas, sobretudo das pessoas e suas boas intenções."

- Caio F. Abreu -
E tanto faz
de tudo o que ficou guardo um retrato teu

E a saudade mais bonita.!

- Renato Russo -
''Eu quase consegui abraçar alguém semana passada. Por um milésimo de segundo eu fechei os olhos e senti meu peito esvaziado de você. Foi realmente quase. Acho que estou andando pra frente. Ontem ri tanto no jantar, tanto que quase fui feliz de novo. Ouvi uma história muito engraçada sobre uma diretora de criação maluca que fez os funcionários irem trabalhar de pijama. Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo.'

- Tati Bernardi -

"E eu corro no espelho de novo e repito cem vezes que não gosto de você. Não gosto de você. Não gosto de você. Porque se eu gostar de você, eu sei que você vai embora. E eu simplesmente não agüento mais ninguém indo embora."

- Tati Bernardi -
Depois de um bom tempo dizendo que eu era a mulher da vida dele, um belo dia eu recebo um e-mail izendo: 'olha, não dá mais'. Tá certo que a gente tava quase se matando e que o namoro já tinha acabado mesmo, mas não se termina nenhuma história de amor (e eu ainda o amava muito) com um e-mail, não é mesmo?


Liguei pra tentar conversar e terminar tudo decentemente e ele respondeu: mas agora eu to comendo um lanche com amigos'.

Enfim, fiquei pra morrer algumas semanas até que decidi que precisava ser uma mulher melhor para ele. Quem sabe eu ficando mais bonita, mais equilibrada ou mais inteligente, ele não volta pra mim?

Foi assim que me matriculei simultaneamente numa academia de ginástica, num centro budista e em um curso de cinema.

Nos meses que se seguiram eu me tornei dos seres mais malhados, calmos, espiritualizados e cinéfilos do planeta. E sabe o que aconteceu? Nada, absolutamente nada, ele continuou não lembrando que eu existia.

Aí achei que isso não podia ficar assim, de jeito nenhum, eu precisava ser ainda melhor pra ele, sim, ele tinha que voltar pra mim de qualquer jeito!

Pra isso, larguei de vez a propaganda, que eu não suportava mais, e resolvi me empenhar na carreira de escritora, participei de vários livros, terminei meu próprio livro, ganhei novas colunas em revistas, quintupliquei o número de leitores do meu site e nada aconteceu.

Mas eu sou taurina com ascendente em áries, lua em gêmeos, filha única! Eu não desisto fácil assim de um amor, e então resolvi tinha que ser uma super ultra mulher para ele, só assim ele voltaria pra mim.

Foi então que passei 35 dias na Europa, exclusivamente em minha companhia, conhecendo lugares geniais, controlando meu pânico em estar sozinha e longe de casa, me tornando mais culta e vivida. Voltei de viagem e tchân, tchân, tchân, tchân: nem sinal de vida.

Comecei um documentário com um grande amigo, aprendi a fazer strip, cortei meu cabelo 145 vezes, aumentei a terapia, li mais uns 30 livros, ajudei os pobres, rezei pra Santo Antonio umas 1.000 vezes, torrei no sol, fiz milhares de cursos de roteiro, astrologia e história, aprendi a nadar, me apaixonei por praia, comprei todas as roupas mais lindas de Paris.

Como última cartada para ser a melhor mulher do planeta, eu resolvi ir morar sozinha. Aluguei um apartamento charmoso, decorei tudo brilhantemente, chamei amigos para a inauguração, servi bom vinho e comidinhas feitas, claro, por mim, que também finalmente aprendi a cozinhar.

Resultado disso tudo: silêncio absoluto.

O tempo passou, eu continuei acordando e indo dormir todos os dias querendo ser mais feliz para ele, mais bonita para ele, mais mulher para ele.

Até que algo sensacional aconteceu...

Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher, que eu acabei me tornando mulher DEMAIS para ele. Ele quem mesmo?





Martha Medeiros

"Uma pessoa olhando para um celular que não toca - não há cena mais idiota. Os celulares foram justamente inventados para que ninguém precise mais ficar aguardando uma ligação ao lado do telefone."

- Fernanda Young -

quinta-feira, 28 de outubro de 2010



"Tudo que você realmente precisa é amor, e um pouco de chocolate."




(Lucy Van Pelt)

Saudade

...

Saudade é basicamente não saber.

Não saber se ele continua fungando num ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.
Se aprendeu a entrar na internet,se aprendeu a ter calma no trânsito.
Se continua preferindo cerveja a uísque(e qual a cerveja)
Se continua sorrindo com aqueles olhos apertados,e que sorriso lindo.
Será que ele continua cantando aquelas mesmas musicas tão bem(ao menos eu admirava)?
Será que ele continua fumando e se continua adorando Mac Donald's?
Será que ele continua lendo os livros que já leu?
Será que ele continua tossindo cada vez que fuma?

Saber é não saber mesmo!!!
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais longos, não saber como encontrar
tarefas que lhe cessem o pensamento.
Não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor
de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber se ele está com outra,e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz,e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...
É não querer saber se ele está mais magro,se ele está mais belo.
Saudade é nunca mais saber de quem se Ama e ainda assim doer.
Saudade é isso que senti(e sinto) enquanto estive escrevendo e o que você (deveria)
provavelmente estar sentido agora depois que acabou de ler

Quem inventou a distância nunca sofreu a dor de uma saudade!!!
 
                              (Martha Medeiros)

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

quem dera

''Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não.


É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos: tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação.

Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto.''



(Martha Medeiros)


"A gente implora a Deus para que nos ajude a esquecer um amor


quando na verdade não é esquecer que precisamos: é lembrar corretamente."



(Martha Medeiros)

terça-feira, 19 de outubro de 2010

O amor é filme

Um belo dia a a gente acorda e hum...

Um filme passou por a gente e parece que já se anunciou o episódio dois
É quando a gente sente o amor se abuletar na gente tudo acabou bem,
Agora o que vem depois
O amor é filme
Eu sei pelo cheiro de menta e pipoca que dá quando a gente ama
Eu sei porque eu sei muito bem como a cor da manhã fica
Da felicidade, da dúvida, dor de barriga
É drama, aventura, mentira, comédia romântica
É quando as emoções viram luz, e sombras e sons, movimentos
E o mundo todo vira nós dois,
Dois corações bandidos
Enquanto uma canção de amor persegue o sentimento
O Zoom in dá ré e sobem os créditos

O amor é filme e Deus espectador!

( O Teatro Magico)
"Eu quero estar amanhã ao seu lado quando você acordar

 Eu quero estar amanhã sossegado e continuar a te amar

 Eu quero um sonho realizado... uma criança com seu olhar.!"

     (Charlie Brown Jr.)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010


"Eu só aceito a condição de ter você só pra mim.

 Eu sei, não é assim, mas deixa eu fingir... e rir."

                              -Los Hermanos-

Amém.!




"...pedir, mesmo em vão, porque pedir não só é bom, mas às vezes é o que se pode fazer quando tudo vai mal."







                     - Caio Fernando Abreu -

quinta-feira, 14 de outubro de 2010




"E foi tratando de enxugar depressa as lágrimas; depois continuou, como quem não se preocupa com essas coisas..."

(Alice no País dos Espelhos)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010


Ela sabia que precisava dele. Pelo menos naquela noite chuvosa e sem grandes esperanças. Mas tinha medo da compulsão. De querer ele sempre e sempre e pra sempre. E amanhã e depois. E de dia, e tarde, de madrugada. E não saber digerir tanto amor e tanto amor acabar lhe fazendo mal. Só mais um pouquinho, pensou. Uma lasquinha. Pra dormir feliz. Amanhã era amanhã. Depois ela resolvia..."

                             - Tati Bernardi -

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Mas volto e volto sempre, então me invades outra vez com o mesmo jogo e embora supondo conhecer as regras, me deixo tomar inteiro por tuas estranhas liturgias, a compactuar com teus medos que não decifro, a aceitá-los como um cão faminto aceita um osso descarnado, essas migalhas que me vais jogando entre as palavras e os pratos vazios, torno sempre a voltar... tornarei sempre a voltar porque preciso desse osso, dos farelos que me têm alimentado ao longo deste tempo, e choro sempre quando os dias terminam porque sei que não nos procuraremos pelas noites, quando o meu perigo aumenta."
                                                    - Caio F. Abreu -

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Li, adorei e indico o livro "O Futuro da Humanidade" do autor Augusto Cury... um livro que mexe com nossas emoções.

"... beijaram-se. Dois mundos, duas historias se cruzaram. Amoroso, ele cobriu seus olhos, sua testa e seu queixo de pequenos beijos.
   Em seguida, quis dar algo forte, unico, inesquecivel, que marcasse aquele momento e fosse capaz de simbolizar tudo o q ele sentia por ela e revelasse o tipo de homem que ela encontraria. Um homem incomum tinha de dar um presente incomum
  A lua estva minguante e o céu límpido. Abrindo os braços ele perguntou:
  - Anna, olhe para o alto. Observe o teatro incompreensivel do universo. o que você vê?
  - Vejo lindas estrelas
  - Escolha uma
 Ela sorriu. havia milhares invadindo suas pupilas. Anna escolheu uma estrela brilhante do lado esquerdo do firmamento
  - Escolho aquela - disse, apontando
  - De hoje em diante aquela estrela será sua. Mesmo quando seu céu estiver coberto por tempestades, aquela estrela estará brilhando dentro de você, mostrando os caminhos que deve seguir e revelando todo o meu amor por você
  Anna flutuou. Já ganhara presentes carissímos, colares de esmeraldas, aneis de diamantes, carros ultimos tipos, ações, apartamentos, mas jamais se esqueceria de que ganhara uma estrela..."


O mundo precisa mais desses homens incomuns capazes de um dia nos dar uma estrela.!!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

...

No azul menos pálido e menos azul, que se espelha nos prédios, entardece um pouco mais a hora indefinida. Cai leve, fim do dia certo, em que os que crêem e erram se engrenam no trabalho do costume, e têm, na sua própria dor, a felicidade da inconsciência. Cai leve, onda de luz que cessa, melancolia da tarde inútil, bruma sem névoa que entra no meu coração. Cai leve, suave, indefinida palidez lúcida e azul da tarde aquática – leve, suave, triste sobre a terra simples e fria. Cai leve, cinza invisível, monotonia magoada, tédio sem torpor”


 - Fernando Pessoa -

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Primavera soprando um caminho mais feliz
Mais feliz
Mais feliz 




terça-feira, 14 de setembro de 2010



Ora veja… é o que sempre acontece às pessoas românticas: enfeitam uma criatura, até o último momento, com penas de pavão, e não querem ver, nela, senão o que é bom, muito embora sentindo tudo ao contrário. Jamais querem, antecipadamente, dar às coisas o seu devido nome. Essa simples idéia lhes parece insuportável. A verdade, repelem-na com todas as forças até o momento em que aquela pessoa, engalamada por elas próprias, lhes mete um murro na cara”
 



                                                                                                                 Fiodor Dostoiévski

sábado, 11 de setembro de 2010

Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você ou apenas aquilo que eu queria ver em você, eu queria saber até que ponto você não era apenas uma projeção daquilo que eu sentia, e, se era assim, até quando eu conseguiria ver em você todas essas coisas que me fascinavam e que no fundo, sempre no fundo, talvez nem fossem suas, mas minhas, e pensava que amar era só conseguir ver, e desamar era não mais conseguir ver, entende?

                                                                                              (Caio Fernando Abreu)

domingo, 5 de setembro de 2010

O teu silêncio.!




"... E eu chorei um oceano inteiro essa noite. Eu precisava esvaziar"  ( Caio F. Abreu )








“E essa ausência de você, essa saudade absurda que vem não sei de onde e que cresce a cada dia mais e me tira a razão, e me tira o sono.


E não é aquela saudade boa de sentir, que nos faz rir pelo canto da boca quando toca “aquela’’ musica no radio ou quando nos encontramos casualmente em uma esquina qualquer, é uma saudade que fere, machuca – que causa dor na alma da gente, que tira o brilho dos olhos.

E mesmo com toda essa dor ainda insisto em você, insisto em não querer enxergar o que é tão evidente... que mesmo com toda essa dor – com toda esta saudade de nós dois o telefone não irá tocar...Nem pra dizer adeus, porque não precisa de palavras pra dizer que acabou, este teu silencio que tanto me incomoda é o suficiente... já diz tudo.!”

(Naina Quirino)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

"... Deus, põe teu olho amoroso sobre todos que ja tiveram um amor e de alguma forma insana esperam a volta dele: que os telefones toquem, e que as cartas finalmente cheguem...''

- Caio Fernando Abreu - ( sempre ele, as palavras cabem certinho na gente)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

[...] sabe que o meu gostar por você chegou a ser amor, pois se eu me comovia vendo você, pois se eu acordava no meio da noite só pra ver você dormindo, meu Deus...como você me doía! De vez em quando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno, bem no meio duma praça, então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta, mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme...só olhando você, sem dizer nada só olhando e pensando:
Meu Deus, mas como você me dói de vez em quando!

Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 16 de agosto de 2010




"Eu queria ver no escuro do mundo
onde está tudo o que você quer
pra me transformar no que te agrada
no que me faça ver
quais são as cores e as coisas pra te prender
eu tive um sonho ruim e acordei chorando
por isso eu te liguei
será que você ainda pensa em mim
será que você ainda pensa "
(Cazuza)
... ... ...

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Nem mesmo o Tempo.




"O tempo passou.
Dizem que o tempo é remédio pra tudo. O tempo faz a gente esquecer.
Há pessoas que esquecem depressa.
Outras apenas fingem que não se lembram mais."

(Érico Veríssimo)


E assim o tempo vai passando...
É como olhar a fotografia e sentir a nostalgia de ter vivido um momento bom
É como se suas lembranças estivessem apenas em memórias e não dentro de mim aonde lembrar me causava tanta dor, tanta magoa... tanta saudade
Uma saudade que mal cabia no peito, e era como um grito preso em um nó na garganta
e tudo o que mais queria era poder solta-lo em alto e bom som que para de longe voce pudesse saber que meus braços ainda estavam aqui, querendo o seu abraço apertado, sua presença... o seu amor
E hoje, depois desse “tempo” necessário para as coisas se encaixarem, foi que vi que sim, ainda sinto sua falta, mas não a falta daquilo em que eu insistia em chamar de amor e sim falta das infinitas alegrias que esse “amor” me proporcionou
Falta daquele sorriso ao meio dia quando pensava nas caricias da noite anterior
Falta daquelas conversas noite afora saudáveis e outras um tanto quanto sem nexo
A pele na pele, o cheiro, o gosto... os delírios
A falta de acordar com alguém do lado, falta dos apelidos carinhosos
Daqueles planos que insistia em fazer achando que isso não acabaria, cronometrando até os segundos ao seu lado
Daquelas brincadeiras sem graças, das piadas mais sem graças ainda que eu fingia achar uma graça porque adorava aquele seu sorriso depois do meu riso.
Ah o seu sorriso... é dele que sinto mais falta, e é dele que me lembro facilmente quando meus pensamentos vão até você.. aquele sorriso que tanto me fascinava, que tanto me atraía.!

O tempo nos ajuda a nos conformar com as circunstâncias e hoje me sinto conformada em não te ter ao meu lado, mas nem mesmo o tempo me ajudará a esquecer aquele teu sorriso irresistível... aquele teu sorriso que sim, foi feito pra mim.!


(Janaina Q.)

domingo, 8 de agosto de 2010

Pai.!



"Pai, você foi meu herói meu bandido,
hoje é mais muito mais que um AMIGO
Nem você nem ninguém tá sozinho,
você faz parte desse caminho
Que hoje eu sigo em paz...!"




Um dia feliz para o melhor Pai do mundo... O MEU.!
Te amo Pai.!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

O prazer do inesperado




"... nosso roteiro imaginário é a maneira improvisada de viver a vida...
de sobreviver o dia, de ressaltar os tombos e relançar as idéias,
o teatro nosso de cada dia..."

(O Teatro Magico)



Quero uma vida sem roteiros
Sem expectativas
Sem ansiedade
menos encanto e mais sedução
menos amor e mais paixao

Não quero esperança em promessas
promessas não cumpridas
Quero o prazer do inesperado... a supresa, o improviso
Quero acordar ao seu lado
depois de topar com você na esquina
nada combinado
nada de rotina
e quem sabe ainda haja tempo para um café
nada de apego, de apreço... de afeto

apenas caricias, afagos...
nada de dor ou amargura na despedida
e nao esperaria aflita pela sua ligação
que nao aconteceria
afinal...

Foi só uma feliz coincidência...coisas da vida.!

Janaina Q.







quinta-feira, 22 de julho de 2010

Enquanto a vida vai e vem
Você procura achar alguém
Que um dia possa lhe dizer:
"Quero ficar só com você"
Quem inventou o amor?

(Legião Urbana)

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Ainda não passou.!






... Mais vai passar.!
"Quando se acredita na Felicidade vem a realidade para nos mostrar que nada é tão perfeito assim...!"

... Você foi a minha realidade mais feliz.!



Janaina Quirino

segunda-feira, 12 de julho de 2010

ausência


O que sinto?
Solidão, medo. Angustia misturada com dor e saudade.
Aquela vontade louca de pegar o telefone pra dizer o quanto sinto a sua falta, o quanto estou sozinha... o quanto preciso de você aqui.
Dizer que sua ausência me faz mal, me machuca tanto e tanto.
Chega em um momento em que a falta começa a se tornar lembrança e lembrar você me faz querer-te ainda mais. E é aonde dói.
Enfim chegou aquela hora de colocar os pés no chão, ver que tudo tem seu fim mesmo que seja doloroso, ver que na vida não dá pra viver somente o lado bom das coisas, o ruim vem logo atrás.
Mesmo sendo difícil de dizer e eu não querendo aceitar, o fato é... infelizmente chegamos ao nosso FIM.

Janaina Quirino.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Pra você


Não me contento com lembranças
Não quero apenas algumas horas de amor
Quero você por inteiro
Quero poder acordar com aquele sorriso no rosto como o da primeira semana que te conheci
Quero poder sentir que toda essa explosão de sentimentos que vibram dentro de mim também mora ai em algum lugar dentro de você
Quero poder acreditar na intensidade do que vivemos.. que não era apenas ilusão da minha cabeça, que acredita em um mundo cor de rosa, onde as coisas acontecem, onde os sentimentos existem, onde não há sofrimento e nem palavras duras que nos machucam tanto a ponto de não conseguir segurar as lagrimas que insistem em estar ali o todo tempo.
Quero ouvir de você que está tudo bem, que a ultima conversa foi dura demais e desnecessária, um grande engano... que você está aqui, e que precisa de mim, assim como preciso de você.
Não estou preparada para virar esta pagina... muito menos arrancá-la da minha vida... ainda tenho muito o que escrever, escrever de você.. escrever sobre nós... nada de lembranças, eu quero é a realidade.! Eu quero é você.!

Janaina Quirino

segunda-feira, 5 de julho de 2010

...

...
Em noites assim, de vento, eu só queria um sentimento que acolhesse todo meu corpo, minha cama, meu quarto, me protegendo dessas ondas de ar que, aos poucos, vai ocupando cada espaço.

Em dias assim, sonolentos, eu só queria um corpo quente afim de dividir uma cama, por algumas longas oito, nove ou dez horas.

Ao acordar de pesadelos assim, tão torturantes, eu só queria tuas mãos no meu rosto, teus olhos nos meus e tua voz me dizendo que não passava de um pesadelo, que tudo está bem, que você está aqui, comigo, agora e para sempre. E que ainda era tarde e tínhamos muito o que dormir ainda, juntos.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Afeto.!


E nada mais importava naquele momento, a não ser o que estava sentindo.!
A musica que tocava ainda toca em mim, todos os dias, quando me pego pensando em você.
Pensar em você é rotina, habito, vicio... um vicio gostoso.
Ao me perguntar naquela noite porque que meus olhos brilhavam, tive a certeza de como estava envolvida, apaixonada... era isso que eles diziam, era por isso que eles brilhavam.!
Brilhavam porque não a lugar melhor no mundo do que estar em seus braços, ouvindo você cantar aquela musica que já é nossa, olhando no fundo dos meus olhos.
Não sei até quando vai durar, não sei se o que sinto quando estou com você também é o que sente quando está comigo, não ser dar um titulo para isso que estamos vivendo...
sei que adoro quando me olha com aquela cara que só você sabe fazer, quando me abraça apertado e diz que queria que o tempo parasse naquele momento, quando diz que dorme agarrado ao travesseiro porque o meu cheiro ainda está nele...
Viver isso tem me feito muito feliz... independente do tempo que dure e do que aconteça vou vou fazer valer a pena até o ultimo suspiro.! =)

Janaina Quirino

terça-feira, 15 de junho de 2010

(...)

Pois em algum lugar dentro de nós,alguma coisa
nos diz que a vida é um grande enigma. E ja experimentamos isto,
muito antes de aprendermos a pensar.!

(O mundo de Sofia)

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Suposições


Atrás daquele rosto pálido e de sorriso feliz escondia-se uma pessoa um tanto insegura. O medo de algo novo atormentava seus pensamentos... Como ter a certeza que podia dar certo? E se desse errado? Como juntar os cacos depois de quebrado? As incertezas eram tão reais...duvidas que insistiam em estar ali.
Mas... Porque não tentar?Porque deixar que o medo e a insegurança a impedisse de ser feliz?As vezes o prazer que resulta do que se ganha é maior e mais gratificante do que se perde.

Uma coisa era certa... nada nem ninguém iria tirar o sorriso de seu rosto.!

Janaina Quirino

domingo, 13 de junho de 2010

Tudo acontece eu sei,
tudo se entende
e de repente tudo volta pro lugar ♪♪

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Planos


Estive pensativa por esses dias...

Há algum tempo atras tinha em mente que aos 15 anos dançaria minha valsa com um principe
aos 18 compraria o meu carro e nada de começar por baixo como dizia a minha mãe... queria um novo, zero. lindo.!
entraria para a faculdade ( medicina, Veterinaria, Jornalismo, Direito não sabia ao certo) mas faria pq era uma fase que todos deviam passar.!
me formaria... abriria meu proprio negocio... conheceria o homem da minha vida.. teria filhos, muitos filhos, uma familia bem grande e uma casa maior
ainda com espaço e area de lazer para eles.
Pois é... MERA ILUSÃO..!

Hoje trabalho em um escritorio, tenho horario à cumprir, um patrao a obedecer, comecei duas faculdades que não foram terminadas, uma por
falta de vergonha e estudo e a outra por falta de dinheiro e dancei minha valsa com um principe que nem era meu... era emprestado de alguem...!
Carro zero só os dos outros,ando de taxi ou carona, com o passar do tempo percebi que dirigir não era pra mim.. tenho medo de transito e do volante.!
Na minha vida passaram algumas pessoas em quem confiei e gostei mais que nao amei loucamente e muitos filhos,bem, já nao está mais nos planos...
um talvez e já me daria um trabalho danado...nada de casa grande, porem aconchegante, e o parquinho do habib's seria a area de lazer ideal para ele.
O hoje é assim... nada de planos.. planos não dão certos.!
Você planeja alguma coisa e cria expectativas... e quando não da certo as expectativas viram frustrações
Percebi que para ser feliz não precisa seguir um cronograma de vida perfeita e familia feliz...
Quero ser feliz ao meu modo... sei ser feliz ao meu modo

... E o meu final feliz.??!! Bom, quero ser eu mesma a escreve-lo.!

Janaina Quirino

sábado, 5 de junho de 2010

Nostalgia



E quando o dia não passar de um retrato
Colorindo de saudade o meu quarto
Só aí vou ter certeza de fato
Que eu fui feliz...!

O que vai ficar na fotografia
São os laços invisíveis que havia.!
(Leoni)


Porque tem dias que acordamos assim, com uma saudade infinita do que já passou.!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Incertezas


pensamentos soltos... livre ...longe
tão longe que nem eu mesma consigo alcançar...
existe uma confusão dentro de mim e que não à como colocar em ordem.
pensar em futuro começa a ser bizarro quando se olha o hoje.
o tempo não volta, como consertar os erros? pegar outro caminho?
um sim ao invés de um não
um te amo ao invés de um não quero mais.!
a coragem ao invés do medo e da insegurança.!

o hoje seria bem diferente...
e o futuro... ahhh o futuro, não seria tão incerto.!

E o que passou... passou
E o que marcou... Ficou.!

Janaina Quirino

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Mudanças



Porque hoje amanheci assim...atrás de mudanças.!
A rotina cansa, desgasta. É engraçado como nós mecanicamente acabamos fazendo tudo igual. Todos os dias.
o mesmo café da manhã, o mesmo vizinho acenando Bom dia quando estou indo trabalhar, o mesmo caminho até o trabalho,
o mesmo restaurante para o almoço...as mesmas pessoas... nada muda.
Cansada das mesmas coisas... dos mesmos rostos... dos mesmos pensamentos..
cansada da rota que a minha vida está seguindo

Mudar.. alterar.. modificar
Quero acordar amanhã sem saber o que me espera, quero mudar o caminho (talvez passar pela rua de cima),
mudar a cor do cabelo,a cidade, o numero do celular.. mudar.. de alguma forma mudar.
Direcionar a vida para outro rumo as vezes é preciso, e eu preciso.!!


Sei lá, hoje amanheci assim...

Janaina Quirino

terça-feira, 25 de maio de 2010

Começo.!

Encantada por esse mundo.. blog..opiniões...pensamentos... "meias verdades" ditas com sinceridade.! me identificando com isso... começando assim... Nando Reis. É o que me inspira...é o que me acalma.!










"Sem musica, a vida seria um erro." (Nietzsche)